domingo, 9 de junho de 2013

A importância da Gestão Escolar

Antes de mais nada quero pedir-lhes desculpas pelo longo período de ausência nas atividades deste blog.
Não pretendo de maneira alguma abandoná-lo.
Mas em certos momentos de nossas vidas nos deparamos com barreiras muito além da desculpa esfarrapada de "falta de tempo": a falta de inspiração.
Inspiração esta desmotivada por uma realidade escolar brasileira, muitas vezes desanimadora.
Não se preocupem. Não pretendo postar um texto pessimista. Ao contrário, o post de hoje tem como objetivo turbinar pedagogos, professores, administradores escolares, comunidade e todos os interessados em buscar mais conhecimento.
O fato de eu estar neste momento cursando uma Pós-Graduação em Gestão Escolar impulsiona-me com maior entusiasmo a convidá-los para uma boa discussão e reflexão. Mas não apenas isto. A teoria somada à realidade da prática cria automaticamente a sede por mais conhecimento. A ânsia por pesquisa, principalmente no que tange o aparato legal que nossa área da Educação possui. Legalidade esta que passa batida em diversos momentos da prática por falta de conhecimento dos profissionais envolvidos.
Não podemos permanecer na zona de conforto da célebre frase "não faço leitura porque não tenho tempo".
O que nos interessa, o que nos motiva é como uma ação metafísica: nosso universo particular dá um jeito de arrumarmos tempo para tal. Não fosse isso, nenhum mecanismo capitalista funcionaria. Afinal de contas lojas e shoppings estão comumente lotados nos finais de semana.
Não estou dizendo para formarmos uma sociedade fanática de leitores e estudiosos, que negligenciam famílias, vida pessoal, lazer para se isolar com livros. Não. São momentos fracionados de nosso dia que podemos nos apropriar de mais conhecimento. Não determina-se de forma autoritária "estude quatro horas por dia" e sim "aproveite trinta minutos ociosos para ler um trecho e refletir".
Bons autores críticos e comprometidos com a pesquisa científica podem ser encontrados. Mas assim como a igreja e Bíblia  precisa de um pregador, nós educadores necessitamos também de uma direção. De um mediador que nos apresente boas fontes de estudo.
Conheço muita gente da área que não compartilha conhecimento. Esconde como se fosse um pote de doce para comer sozinho. Um grande erro na verdade... Conhecimento se divulga!
Ele fica mais forte a cada compartilhamento. Se o seu professor de Especialização, Mestrado ou até Doutorado te indicou bons autores, passe adiante!
Não é preciso apenas um certificado. Mas sim conhecimento real. Seu título é importante. Mas o que aprendemos fica em nós para onde formos. Beneficia nossa prática. Aumenta chances de um trabalho realmente baseado na Gestão Democrática, acontecer. Gestão esta que muita gente ainda pensa ser "optativa", "estilo de escola", modinha... Ela é lei. Você sabia?
O blog ganha a partir de hoje uma nova face. Além de sugestões de Projetos escolares ele apresenta a oportunidade de discussões e sugestões de leituras pertinentes aos educadores. A Gestão Democrática não é para meia dúzia. É para todos dentro da escola: Da administração, supervisão, docência e comunidade. Não é "regalia" para alguns. E sim responsabilidade dividida. Também pouco ajuda exigir democracia e centralizar as responsabilidades para um único gestor.
É complexo? Sim. Nossa área como um todo. Entramos nessa. Agora apertem o cinto e vamos que vamos!
Utopia? Não acredito. Nada muda se ficamos de braços cruzados. O conhecimento é uma arma que assombra governantes até hoje. Ou você pensa que só Getúlio Vargas queria um povo inculto?
E não adianta democracia para eleger ditadores. Munição tem quem estuda. Pense comigo, quão bom será ler algo que não foi sua professora da graduação que obrigou para tirar nota. A coisa flui. 


Pra começar, compartilho o que estou lendo no momento:

Gestão democrática da escola pública de Vitor Henrique Paro, Editora Ática.
Se você é de Londrina, encontra na livraria Curitiba. 
Na Saraiva tem também. Na Eduel UEL dá pra chorar um desconto.
E pode pegar na biblioteca UEL também. Vai ganhar um passeio gostoso e conhecimento. Dê lembranças para as corujas da UEL por mim...

By: Prof. Renata Suzue Ogata
Formada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Londrina
Pós-graduada em Educação Especial,atendimento às necessidades especiais -ESAP
Em andamento: Especialização em Gestão Escolar-ESAP

Imagem: Reprodução


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Dê seu pitaco, publique sua dúvida e sugestões!